Descobertas Arqueológicas

A ESTÁTUA EM ISRAEL Pedaço de uma monumental estátua egípcia em pedra calcária foi encontrado no norte de Israel, na localidade de Tel-Hazor, sítio da cidade bíblica de Hazor. O achado se deu em julho de 2016. Tudo o que restou da escultura foram os pés, parte das pernas e a inscrição em hieróglifos. Isso foi suficiente para que os arqueólogos deduzissem que a estátua representa um funcionário egípcio e não, por exemplo, um faraó ou uma divindade. Os hieróglifos incluem elogios ao funcionário e a fórmula funerária egípcia usual garantindo um suprimento eterno de oferendas ao dono da estátua.
A peça tem uma base com cerca de 45x40 cm de lado e foi encontrada nas ruínas do mesmo edifício onde havia um fragmento de uma esfinge do faraó Miquerinos (c. 2490 a 2472 a.C.). Quando inteira, a estátua teria o tamanho de um homem adulto. A figura pode ter sido um presente oficial de um faraó egípcio do Império Novo (c. 1550 a 1070 a.C.) ao rei de Hazor, que era o rei mais importante do sul de Canaã naquela época. Também pode ter sido remetida para ornamentação de um templo local, independentemente de já ser uma antiguidade. Segundo os historiadores, não há evidências de que os egípcios governassem a cidade, que ela fosse uma fortaleza egípcia, ou que alguns funcionários egípcios lá morassem. Foto Shlomit Bechar.



ANDARILHOSRetorna

HOME PAGEHome page