Descobertas Arqueológicas

TUMBA DE SENEBKAY A tumba de um faraó até então desconhecido foi localizada em janeiro de 2014. Foram encontrados restos de um sarcófago de madeira com o esqueleto mal conservado do rei e, ainda, um conjunto de vasos canopos. Seu nome, Woseribre Senebkay, está gravado em uma das paredes e ele teria reinado por cerca de quatro anos e meio por volta de 1650 a.C. Sabe-se que se tratava de um faraó pois seu nome está escrito dentro de um cartucho e as inscrições registram sua titulatura: rei do Alto e do Baixo Egito, Woseribre, filho de , Senebkay. Seria o primeiro rei de uma dinastia esquecida de Abido (c. 1650 a 1600 a.C.), um período no qual a autoridade central entrou em colapso, dando origem a vários reinados curtos. Há evidências de cerca de 16 tumbas reais queCARTUCHO DE SENEBKAY pertenceriam a essa dinastia. Estudos preliminares indicam que sua altura deve ter sido de 1,75 m e deve ter falecido com idade entre 45 e 49 anos. A descoberta foi feita no Alto Egito, ao sul da necrópole de Abido, na província de Sohag, cerca de 482 km ao sul do Cairo. É um túmulo modesto, saqueado na antiguidade, formado por quatro câmaras. Dentre elas, uma câmara funerária de pedra calcária enfeitada com imagens das deusas Nut, Néftis, Selkis, e Ísis. Foi construído com emprego de blocos usados em tumbas de períodos anteriores. Acima uma foto do túmulo e ao lado o cartucho do faraó. Fotos de Nevine Al-Aref.



ANDARILHOSRetorna

HOME PAGEHome page