HOME PAGE

No lado sul da pirâmide de Kéfren está situada a sua ónica pirâmide satélite, quase que completamente destruída. Só restaram vestígios dos alicerces e alguns blocos do nócleo. A função exata dessa construção é deconhecida. Ela pode ter sido um local para sepultamento da estátua do ka do faraó. Ali foram encontrados pedaços de madeira de cedro que, ao serem remontados, revelaram tratar-se de um marco em forma de guarita que servia para abrigar aquele tipo de estátua, como pode ser visto em cenas representadas em algumas mastabas. Nesse caso, a exemplo do que ocorre com a quarta pirâmide satélite de Kéops, descoberta em 1991, a de Kéfren pode ter sido também apenas uma pirâmide de culto. Também é possível que uma das esposas do faraó tenha sido enterrada nessa pirâmide, mas não restaram sinais desse suposto sepultamento. Finalmente, o Dr. Zahi Hawass, o mais importante arqueólogo do Egito, acredita que a pirâmide desempenhava papel importante no festival Heb-Sed. Ela seria o local onde o faraó mudaria de vestimenta. Esse pequeno monumento corresponderia à tumba sul do complexo da pirâmide de degraus. Nesta óltima Djoser está representado correndo empunhando o mangual típico da festividade o que leva a crer que havia uma ligação entre a festa e a tumba sul. Projetando-se isto para a pirâmide satélite de Kéfren, ela poderia ter sido usada pelo faraó para livrar-se do manto e da coroa e vestir a roupa adequada para a celebração.

PIRÂMIDES SATÉLITES DE MIQUERINOS No lado sul da pirâmide de Miquerinos estão enfileiradas três pirâmides satélites as quais, ao que tudo indica, jamais foram concluídas. A maior, situada à direita de quem as olha e cuja construção mais avançou, é revestida parcialmente de granito. A entrada na sua face norte, uma vez ultrapassada uma porta corrediça deESQUEMA DA PIRÂMIDE DE KHAMERERNEBTY II? granito, leva para uma câmara funerária cortada no leito da rocha. O esquema ao lado é dessa pirâmide. Um sarcófago de granito rosa foi embutido em um fundo encaixe perto da parede ocidental da câmara. Infelizmente a tumba foi roubada na antiguidade e o sarcófago foi encontrado vazio. Só fragmentos de cerâmica, de esteiras de junco e de madeira carbonizada foram achados no local. O pequeno templo mortuário dessa pirâmide, junto à sua face leste, foi construído com pedra calcária e adobe, provavelmente por ordem do filho do faraó, Shepseskaf (c. 2472 a 2467 a.C.). Em sua extremidade oeste havia um largo pátio com uma série de nichos cortados na parede norte e armazéns no canto noroeste. Uma fileira de colunas de madeira revestia a parede sul e uma escada a sudoeste conduzia a um terraço coberto. Existia ainda um pequeno santuário de culto flanqueado por nichos duplos e uma sala de oferendas com uma falsa-porta.

As outras duas pirâmides, cujos esquemas vemos abaixo, não chegaram até a fase doESQUEMA DA SEGUNDA PIRÂMIDE SATÉLITE DE MIQUERINOSESQUEMA DA TERCEIRA PIRÂMIDE SATÉLITE DE MIQUERINOS acabamento. Junto à face leste de cada uma delas também há um pequeno templo funerário. Edificados com tijolos, provavelmente também foram erguidos por Shepseskaf após a morte do pai. Não existem indícios de a quem pertenciam estas três pirâmides. Pelo tamanho, é provável que a maior das três se destinasse ao sepultamento da rainha Khamerernebty II, esposa principal do faraó. Sua subestrutura interna no formato da letra T sugere que inicialmente estaria destinada a ser a pirâmide para o ka do faraó e que posteriormente sua destinação foi alterada. O nome de Miquerinos está pintado em ocre vermelho no teto deste monumento. Ele está situada quase que exatamente frente ao eixo central da pirâmide principal e contém um sarcófago de granito. O fato de uma estátua de Khamerernebty II ter sido achada em outra tumba em Gizé levanta dóvidas sobre se a rainha realmente foi enterrada nesta pirâmide satélite. A pirâmide que se localiza no centro, cujo esquema é o primeiro acima, tem uma pequena câmara funerária ao término de uma passagem descendente, mas nenhuma barreira de porta corrediça. Nela foi encontrado um pequeno sarcófago de granito rosa, contendo alguns ossos humanos aparentemente de uma mulher moça, o que leva a supor que teria sido o túmulo de uma princesa ou rainha jovem. Desconhecemos totalmente a quem se destinava a terceira pirâmide, cujo esquema é o segundo acima. Ela tem uma pequena câmara funerária inacabada com revestimento também não completado e sem qualquer sinal de sepultamento. possível que estas duas pirâmides menores estivessem destinadas ao sepultamento de esposas secundárias de Miquerinos, mas não há informações que permitam conhecer a identidade delas.
Junto à chamada Pirâmide Torta do faraó Snefru também existe uma pirâmide satélite. Saiba mais sobre ela clicando aqui.